Artigos Escolas

Educação financeira agora é obrigatória nas escolas

A nova Base Nacional Comum Curricular (BNCC) para os ensinos infantil e fundamental foi aprovada em dezembro do ano passado e traz orientações para a elaboração dos currículos de escolas públicas e particulares.

O documento classificou a educação financeira e a educação para o consumo como habilidades obrigatórias entre os componentes curriculares.

Segundo o BNCC, as escolas devem oferecer o estudo de conceitos básicos de economia e finanças, visando a educação financeira dos alunos, abordando conceitos básicos de economia e finanças, como taxas de juros, inflação, aplicações financeiras e impostos, além do uso consciente de recursos naturais, como a energia elétrica, entre outros conceitos.

“Esse é um importante marco para o tema e, principalmente, para o futuro das famílias brasileiras, pois a educação financeira é um passo fundamental para que se repense os hábitos de consumo, criando uma sociedade mais saudável financeiramente e realizadora de objetivos”, explica o presidente da Associação Brasileira de Educadores Financeiros, Reinaldo Domingos.